SE EU FOSSE A MORTE

SE EU FOSSE A MORTE Seria justa. Primeiro levaria para casa aqueles que gostam tanto de mim que vivem me promovendo à torto e à direita (sobretudo a direita): os que sugam o sangue de…

O QUE MACHADO DIRIA

O QUE MACHADO DIRIA   Vi uma cena que faria Machado de Assis molhar a pena no tinteiro na mesma hora.   Numa esquina da zona sul do Rio de Janeiro, em uma banquinha de…

VOCÊS CHORAM?

VOCÊS CHORAM? Eu choro. Não é novidade. Deve ser coisa do menino de 12 anos que pilota minha carroceria 5.9. A gente nasce chorando, muito antes do penso logo existo existe o choro logo estou…

O Brasil cabe na minha janela

Dizem que o Brasil é complexo e não é para principiantes. Eu não acho. Dá para decifrar o Brasil da minha janela. Sou professor, fui professor universitário por 32 anos e moro num quarto-e-sala. É…

A fábula do Hamster no tempo da peste

Era no tempo da peste, em que os quatro cavaleiros do Apocalipse pintavam, bordavam e eram donos da cocada preta, branca e amarela: Jair, Wilson, Marcelo e Edir. Jair queria fazer o serviço da destruição…

A PRIMEIRA LIÇÃO DE MALCOM X

Em sua autobiografia, escrita em conjunto com Alex Haley, Malcom X fala da primeira grande virada na sua vida (turning point). O pai havia sido assassinado por um grupo racista, a mãe enlouquecera, ele os…

HISTÓRIAS DO ALVITO – Alex e Valéria

Não podia haver dois mais diferentes. Alex e eu éramos ótimos amigos à época em que estudávamos História em Niterói. E ainda somos, quarenta ano depois. Alex era (e ainda é) um sujeito bonito, simpático…

HISTÓRIAS DO ALVITO – Orquídea

Tenho um amigo muito querido chamado João Luiz Quental. Com ele aprendi e aprendo muitas coisas, como observar pássaros, por exemplo. Agora ele fez um curso sobre orquídeas, estas plantas especiais que florescem uma vez…

A noite do abajur lilás

Uma revolta. Um motim. Uma sublevação em peso. Minha turma do Grupo  de leitura de Grande sertão: veredas decidiu que não iria à aula. Iríamos e fomos assistir à leitura da peça Abajur Lilás, de…

A ÚLTIMA FLOR

Das flores que não pude te dar primeiro morreram as begônias vermelhas esvaídas em sangue   Das flores que não pude te dar murcharam tristes os girassóis amarelos luz tornada sombra   Das flores que…

AS TRÊS MORTES DE MARCOS ALVITO

Morte 1: a morte do pesquisador, do especialista, do acadêmico - Os cinco rapazes foram encostados no muro e executados com tiros na cabeça. Os miolos escorreram pelo chão. O sangue dos cinco formou uma…

EMBRULHANDO O PEIXE

Dizem que jornal velho só serve para embrulhar o peixe no dia seguinte. É uma pena que a avalanche de notícias diárias soterre a reflexão que se faz necessária diante de certas informações. Nos últimos…

O ÚNICO JEITO

Fim de semana do dia dos Pais, ele resolve se dar um presente. No sábado, pega a filha pequena e sobe a serra para Teresópolis. Passaram um dia perfeito: as brincadeiras de sempre, almoço gostoso…